Banner

terça-feira, 24 de junho de 2014

Uruguai vence a Itália e também está nas Oitavas de Final

Nesta terça-feira(24/6), aconteceram dois duelos pelo "Grupo D", que definiram mais dois jogos das Oitavas de Final. O desafio mais esperado do dia foi o de Natal(RN) na Arena das Dunas entre Uruguai x Itália. O primeiro tempo foi marcado por muitas faltas e reclamações, porém a Azzurra teve uma maior posse de bola. A melhor oportunidade foi da Celeste que fez o goleiro Buffon fazer uma boa defesa, mas, apesar dos esforços dos times, a primeira etapa acabou 0 a 0. No segundo tempo o Uruguai voltou melhor, mas a tetracampeã mundial contra-atacava com perigo. Aos 14 minutos, Marchisio entrou com o pé muito alto em uma dividida com Maxi Pereira e foi expulso. Com esta expulsão o duelo mudou, pois o Uruguai começou a mandar no embate e a seleção da Europa ficava lá atrás na defesa se segurando. Apesar da marcação, Suárez teve uma ótima chance, mas Buffon fez uma grande defesa. Apesar da fibra do atacante uruguaio, protagonista de grandes lances, ele cometeu algo inimaginável dentro desse esporte: uma mordida no ombro do atleta italiano Chiellini! O juiz não viu, mas a Fifa poderá aplicar alguma punição ao jogador. O Uruguai continuou atacando e aos 35 minutos Godín finalmente abriu o placar. Depois deste gol, a Itália se lançou ao ataque tentando o empate, enquanto o time bicampeão mundial contra-atacava com enorme perigo. Nos minutos finais Buffon foi ao ataque, mas o esforço de nada valeu, pois o duelo acabou 1 a 0 para o Uruguai. O outro jogo deste Grupo acabou 0 a 0 entre Inglaterra e Costa Rica. Com estes dois resultados, a Costa Rica acabou em primeiro com sete pontos, o Uruguai ficou em segundo com seis, a Itália acabou em terceiro com três e a Inglaterra ficou em último com apenas um ponto. Agora são três seleções campeãs mundiais eliminadas: Espanha, Inglaterra e Itália. Por conta da eliminação, o treinador Cesare Prandelli, que tinha seu contrato vigente até a EuroCopa 2016, pediu demissão e o presidente da Federação Italiana de Futebol, Giancarlo Abete, também aproveitou para comunicar a sua renúncia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário