Banner

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O clássico já começou nos bastidores

Há alguns anos o clássico CSAxCRB já não é o mesmo, pois, quando acontece este confronto, só temos uma torcida. A culpa disto é a falta de segurança. Outro detalhe que faz não encher o Trapichão é que o time que manda no jogo tem direito a 90%, enquanto o visitante só 10%. Na estreia do alagoano de 2012, o mandante será o clube regatiano, ou seja, ele tem direito a 90% da torcida e toda a renda do jogo, no entanto, a diretoria azulina quis voltar ao passado onde o Rei Pelé era dividido meio a meio entre as duas torcidas e 60% da renda do jogo iria para quem ganhasse e 40% para quem perdesse o clássico. Se houvesse empate, a renda seria dividida em 50%. Caso isto aconteça será bom para o espetáculo, pois o Trapichão ficará mais colorido com 7 mil ingressos para cada lado. Além disto, esta ideia da renda será um incentivo a mais para um dos clubes sair vencedor deste clássico.
No entanto, o "Na mira do esporte" entrou em contato com o presidente regatiano, Marcos Barbosa, mas ele falou que a diretoria azulina não teria feito nenhum contato, entretanto, o presidente Rafael Tenório falou conosco dizendo que teria conversado com o Kennedy Calheiros para que o mesmo inremediasse a conversa com Barbosa, portanto, nada definido ainda neste caso.

2 comentários:

  1. O único clássico alagoano que conheço é Asa x CRB.

    ResponderExcluir
  2. tabom ótário o unico clássico aqui é csa e crbosta e claro q o mehor é o azulão!

    ResponderExcluir